Saúde anunciou aumento de 30% no atendimento com economia

A Câmara sediou a audiência pública de Saúde na manhã desta quinta, dia 28

Publicado em: 28 de setembro de 2017

“Mais atendimentos e menos gastos. Vocês estão fazendo a fórmula certa para a crise”, destacou a vereadora Carol Moura (Podemos), ao elogiar os trabalhos durante a Audiência Pública da Secretaria Municipal Saúde, na manhã desta quinta, dia 28, na Câmara de Nova Odessa. A Saúde teve um aumento de 30% no atendimento, com a despesa um pouco menor do que a do quadrimestre passado.


Os vereadores tiveram a oportunidade de conhecer os números referente ao segundo quadrimestre de 2017, apresentados pela secretaria e puderam questionar vários aspectos envolvendo a pasta e esclarecer dúvidas relacionadas aos dados.


“Neste 2º quadrimestre podemos observar o quanto aumentou o número de atendimentos à população. Tivemos um aumento de 30% no atendimento em números de consultas e de exames. O que nos chama a atenção também é o aumento de vagas que conquistamos junto aos órgãos de Saúde da RMC, o que beneficia a nossa população, tirando o paciente da fila de espera para serem atendidos em outros locais”, explicou Cocato.


Foram 35.241 atendimentos em quatro meses, sendo 33.191 atendimentos de Clínico Cirurgião, Ginecologia, Pediatria e Socorrista, além 2.050 atendimentos do Serviço Social. Somam-se também os 63.551 procedimentos realizados pela Enfermagem.


Entre as especialidades mais procuradas estão a Ortopedia, com 2.748 atendimentos, seguido da Oftalmologia, com 1.358 atendimentos e da Cardiologia, com 1.341 atendimentos.


A queda no número de óbitos de 84 casos no 1º quadrimestre de 2017, para 81 neste 2º quadrimestre também chamou a atenção dos vereadores que acompanham os trabalhos.


O secretário abordou vários tópicos relacionados aos atendimentos realizados por setor, por especialidade e também o Pronto Socorro, que concentra os maiores números bem como o número de consultas. As pequenas cirurgias, internações, partos, serviços de odontologia e realização de exames também tiveram seus números relatados. Assim como os serviços de ambulância, farmácia e vigilância. Falou ainda sobre os atendimentos e realização de exames fora do município.


A despesa total com a Saúde nos últimos quatro meses deste ano foi de R$ 16.041.809,07, enquanto o repasse fundo a fundo, de convênios Estadual e Federal, foi de 1.511.936,36.
“É importante destacar sempre para que as pessoas procurarem a Ouvidoria para que possamos resolver o problema delas e mais do que isso, para que possamos apurar os acontecimentos e poder tomar providências”, lembrou Cocato ao ressaltar o aumento no número de atendimentos na Ouvidoria, sendo que caiu o número de reclamações e aumentou o número de elogios aos serviços prestados.


Além do secretário, fez parte da mesa a equipe gestora da Saúde formada pelo diretor técnico do HMNO, Dr. Eduardo Borges; a coordenadora de Atenção de Saúde Básica, Ana Rúbia de Matos; a coordenadora da central de Regulação, Roselene Batista; a coordenadora da Saúde Bucal, Glaucia Blumer Paulon; o coordenador da Vigilância Sanitária, Jorge Fagundes; A coordenadora da Vigilância em Saúde, Adriana Welsh; o coordenador da Zoonoses e Ambiental, Leôncio Neves Ferreira; o coordenador de transporte, Marcos Santos; e o membro do Conselho Municipal de Saúde, Antonio dos Santos Neto. O chefe de Gabinete, André Faganello também acompanhou a audiência.


Os trabalhos foram coordenados pelo vereador Sebastião Gomes dos Santos, o Tiãozinho do Klavin (PMDB), que é presidente da Comissão Permanente de Saúde e Promoção Social da Câmara. Também estiveram presentes a presidente Carla Lucena (PSDB); Levi Tosta (PSB); Avelino Xavier Alves, o Poneis (PSDB); Carol Moura (Podemos); e Claudio José Schooder, o Leitinho (PSDB).

 

Contratações
Com o anúncio do edital de convocação de 32 novos profissionais para a Saúde, entre médicos, enfermeiros, motorista de ambulância e agente comunitário e a criação da primeira equipe de Saúde da Família, divulgados esta semana, a Secretaria de Saúde e o prefeito Bill receberam elogios até da oposição.


“Tudo foi muito bem esclarecido pelo Secretário, vemos que a Saúde conta com profissionais competentes e vemos que o problema mesmo é a falta dinheiros, pois vemos a crise, muitas pessoas também migraram para o SUS, mas no todo, a audiência foi positiva porque o secretário está cumprindo o que ele prometeu. Este é o caminho e é isso que esperamos de um bom gestor”, elogiou Leitinho.


A Audiência Pública de Saúde foi transmitida ao vivo pelo site da Câmara e, como já tem acontecido nas sessões ordinárias, foi traduzida em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais). Amanhã, dia 29, a partir das 9h30, o Setor de Contabilidade fará a demonstração e avaliação do cumprimento das Metas Fiscais referentes aos meses de Maio, Junho, Julho e Agosto.

 


Publicado por: Assessoria de Imprensa

Cadastre-se e receba notícias em seu email