Oposição protocolou requerimento para abertura de CEI

A comissão investigaria as possíveis irregularidades na aquisição de cimento

Publicado em: 10 de maio de 2018

Os vereadores da oposição, Antonio Alves Teixeira, o professor Antonio (PT), Carol Moura (Podemos) e Claudio José Schooder, o Leitinho (PV), protocolaram nesta quinta-feira, dia 10, um requerimento para instaurar uma CEI (Comissão Especial de Inquérito) que investigará as possíveis irregularidades nas aquisições de materiais para a construção civil, especialmente de cimento, realizadas pela Prefeitura Municipal, no período de 2013 até a presente data.

 

No início de Abril, Leitinho já havia apresentado um requerimento, que foi aprovado na oitava sessão ordinária, no qual pede informações do Executivo sobre as aquisições de cimento CPII, realizadas em 2017. Segundo o vereador, em 2017, o valor pago por saco de cimento pela Administração variou entre R$ 28,86 e R$ 30,30, enquanto no mercado popular os valores variam entre R$ 16,90 e R$ 21,90.


“Já protocolamos este pedido de CEI do Cimento, que com três assinaturas já conseguiremos instaura-la, porém, aguardaremos o término da CEI da Habitação, que está em andamento que, será seguida de uma outra CEI, também pedida por nós, da oposição, sobre a Troca de área do Clube da Melhor Idade. A ideia é deixar este assunto engatilhado”, explicou Carol.

 

CEI da Habitação
Está em andamento na Câmara de Nova Odessa a CEI (Comissão Especial de Inquérito) da Habitação, instalada no final de fevereiro e, prorrogada por mais 90 dias através da aprovação do requerimento assinado pelo presidente da comissão, Avelino Xavier Alves, o Poneis (PSDB). A comissão, que conta também com o relator Edson Barros de Souza, O Nenê Gás (PSDB) e Carol Moura como membro, investiga as possíveis irregularidades no processo de cadastramento habitacional, sorteio e ocupação dos 720 apartamentos do Residencial das Árvores.


Publicado por: Assessoria de Imprensa

Cadastre-se e receba notícias em seu email