Câmara sedia debate sobre os Correios

Prefeitura deve entrar com uma ação civil Pública contra a empresa

Publicado em: 09 de agosto de 2017

A Câmara de Nova Odessa promoveu na última segunda-feira, dia 7, um debate sobre os serviços dos Correios no município como os atrasos na entrega de correspondências. Segundo o vereador Sebastião Gomes dos Santos, o Tiãozinho do Klavin (PMDB), autor do requerimento, o debate foi produtivo e culminou com a decisão da Prefeitura de Nova Odessa em entrar com uma ação civil pública contra os Correios.

Além dos vereadores, participaram do debate o secretário de Governo, Wagner Moraes; o secretário de Negócios Jurídicos, Demétrius Gomes, ambos da Prefeitura e Rafael Brocchi, assessor de Relacionamento da Acino. A ausência de um representante dos Correios no debate foi justificada por meio de ofício.


Na ausência de um representante dos Correios para sanar as dúvidas dos parlamentares e da população, o Executivo tomou a decisão de processar os Correios. Para isso, o jurídico da Prefeitura formulará uma ação que exigirá o pagamento de multa diária se não houver melhora no serviço prestado na cidade.


“Boletos vencidos, demora e até mesmo a falta de entrega de correspondências tem atrapalhado e muito a vida dos munícipes. Nem todo mundo tem a facilidade de entrar num site e tirar segundas vias de boletos, muitos idosos acabam sendo prejudicados e precisamos tomar providências. A participação do Wagner Moraes e do Dr. Demétrius Gomes foi essencial para que possamos dar mais uma passo nesta ‘novela’ com os Correios de Nova Odessa”, afirmou o vereador autor do requerimento que motivou o debate.

 

Moção de repúdio
Na sexta, o vereador Tiãozinho do Klavin, ao ser comunicado do ofício dos Correios justificando a ausência no debate, já havia adiantado que pretendia entrar com uma representação no MPF (Ministério Público Federal) contra os Correios.


No entanto, devido à decisão tomada pela Prefeitura durante o debate, Tiãozinho desistiu da denúncia e, nesta terça-feira, dia 8, protocolou uma moção de repúdio contra a empresa em apoio à atitude do Executivo.


Publicado por: Assessoria de Imprensa

Cadastre-se e receba notícias em seu email