‘Selo amigo da Cultura’ e ‘Adote um Espaço Cultural’ são sugestões de Carla

A presidente da Câmara sugeriu projetos através de dois requerimentos já aprovados

Publicado em: 13 de dezembro de 2017

Depois de algumas reuniões com o diretor de Cultura Cícero Edno e sua equipe, a presidente da Câmara de Nova Odessa, Carla Lucena (PSDB), apresentou dois requerimentos sugerindo ao Executivo o envio de Projetos de Lei para esta Casa de Leis. No requerimento 564/2017 a parlamentar sugere instituir o “Selo Amigo da Cultura” visando à recuperação arquitetônica da Estação Ferroviária. Já no documento 569/2017, ela sugere que seja instituído o programa “Adote um Espaço Cultural”.

 

“Em tempos de crise, algumas atividades tidas como supérfluas, pois muitos pensam que a Cultura é isso, ficam mais difíceis de serem colocadas em prática sem o investimento, patrocínio ou parcerias. Há tempos estamos estudando algumas maneiras para que a cidade tenha atrações sem custo para o município e, neste momento, o ideal é criar programa que possamos abris espaço para que a iniciativa privada possa participar de alguns programas em troca de divulgação também”, explicou Carla.


O projeto “Selo Amigo da Cultura”, tema do requerimento 564, tem como objetivo a recuperação arquitetônica da Estação Ferroviária, que é um dos poucos lugares da cidade que guarda as características do passado.


O selo Amigos da Cultura poderá fomentar projetos de construção, reforma, revitalização ou manutenção dos espaços culturais; conservação e restauração dos acervos; realização de atividades e festividades culturais e educacionais; aquisição de acervo; e aquisição de equipamentos.


“A Câmara Municipal de Campinas aprovou recentemente Acredito que medida similar poderia ser adotada em nosso Município, especialmente para o fim de revitalizar o espaço da estação ferroviária”, afirmou.

 

Adote um Espaço Cultural
Já o programa “Adote um Espaço Cultural”, sugerido através do requerimento 569/2017, Carla acredita que além de gerar economia aos cofres públicos, a proposta estimularia o uso mais intensivo daqueles espaços. A ideia é a implantação de placas alusivas contendo o nome do parceiro e o objetivo da adoção, como forma de incentivar a adoção de espaços culturais.


“Em conversa com o Cícero, ele apontou a necessidade da implantação deste programa de adoção dos espaços culturais visando promover parceria com a iniciativa privada para a manutenção e conservação dos espaços culturais da cidade”, disse Carla ressaltando que o município de Santo Ângelo, no Rio Grande do Sul, aprovou um projeto nestes moldes.


Publicado por: Assessoria de Imprensa

Cadastre-se e receba notícias em seu email